Sala que retrata vida pessoal e política de Deda é aberta ao público

O governador Belivaldo Chagas, ao lado da vice-governadora Eliane Aquino, e o Instituto Marcelo Déda inauguraram nesta quarta-feira, 11, a sala Governador Marcelo Déda na Biblioteca Epiphânio Dória em Aracaju. A sala é uma cessão do governo do estado, aprovada por lei, destinada para a conservação da memória, inaugurada no dia em que o ex-governador completaria 60 anos.

O acervo foi constituído através de uma colaboração coletiva de familiares e amigos e reúne vasta documentação pessoal e da vida pública. São fotografias, vídeos, livros, produção poética, desenhos, comendas, prêmios, troféus, quadros, manuscritos e coletâneas de discursos.

Belivaldo disse que o local da instalação da Sala na Biblioteca Pública é oportuna. “Aqui conviveu o jovem estudante, em busca de conhecimento, para ler e reler livros que construiu o maior estadista da história política de Sergipe. Déda construiu uma grande história e nada mais justo que preservar essa história. Que Sergipe, que todos, em especial os jovens possam usufruir desse espaço e conhecer a figura que foi e que é Marcelo Déda Chagas. Ele tinha um amor enorme pelo seu povo e pensava nos menos favorecidos. Hoje nós governamos esse estado com fruto de projetos que foram pensados e colocados em prática pelo governo de Déda. Déda lutou muito para defender os interesses de Sergipe. Foi um amigo e conterrâneo”.

A vice-governadora Eliane Aquino leu, emocionada, uma entrevista concedida por Marcelo Déda revelando um pouco de suas paixões e sonhos. “Nós fizemos uma junção do material desde a época em que ele foi deputado estadual. Na pesquisa nós passamos a conhecê-lo mais a fundo. Quando nós começamos a juntar cadernetas, e-mails, anotações, discursos, ficou mais concreto o ser humano e político que ele foi. Essa sala Aqui não é para idolatrar um homem. Nós queremos deixar esse espaço para fonte de pesquisa, para gerar conhecimento, cultura e informação para nossa sociedade. É isso que nós queremos. Que o sonho dele, que as lutas dele, que as informações dele, se multipliquem nas gerações que não o conheceram”.

“Isso aqui significa muito para a sociedade Sergipana pois as novas gerações terão um espaço para beber na fonte de uma das maiores personalidades políticas que Sergipe já produziu. Aqui é uma lugar que oferecer a sociedade tudo que deu origem ao pensamento político dele”, afirmou Silvio Santos, presidente do Instituto Marcelo Déda.

Yasmim Déda, filha de ex-governador, revelou que a parte da sala que mais lembra seu pai é o espaço dos livros. “Eu acho que o espaço dos livros é parte que mais lembra meu pai. Todo o acervo é importante. Mas os livros têm muito de Marcelo Déda. É um local para se inspirar. Que a juventude se inspire a lutar por causas e se inserira no ambiente de política para atingir coisas e ter esperanças de um país melhor. Como ele dizia, “para alargar o impossível”, finalizou.

A Sala Governador Marcelo Déda é aberta ao público gratuitamente de segunda a sexta-feira das 8h às 17h.

Marcelo Déda

Marcelo Déda Chagas nasceu em 11 de março de 1960 em Simão Dias. Formou-se em Direito pela Universidade Federal de Sergipe (UFS), onde militou pelo Diretório Central dos Estudantes (DCE). Antes, ingressou nas lutas estudantis através do movimento secundarista. Foi eleito deputado Estadual de 1987 a 1991 e Federal por dois mandatos consecutivos, de 1995 a 2000. Foi eleito em 2001 para a prefeitura de Aracaju, onde permaneceu até 2006, quando renunciou para se candidatar a governador. Assumiu o Governo do Estado em 2007 e foi reeleito, permanecendo no cargo até sua morte, em 2 de dezembro de 2013. Déda faleceu em São Paulo, aos 53 anos, após um ano de luta contra um câncer no sistema gastrointestinal, deixando esposa e cinco filhos.

 

Fonte: ASN 

Fotos: Mário Souza

Avatar

Nelson Roberto

O Nelson ira escrever sua auto biografia em breve! Aguardem!

Deixe uma resposta